quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Boas Festas!

A todos os frequentadores deste espaço um feliz 2008!
Que o novo ano traga tudo de bom e, acima de tudo, saúde e felicidade!


BOM 2008 !!!

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Balanço da 1ª metade da época

Aproveitando a pausa para Natal, e visto que a 1ª volta está a chegar ao fim, vou fazer uma análise breve à performance das equipas da Liga e Liga de Honra e actualizar a estatística da analise jornada a jornada do Positivo de Negativo.
Neste 1º post coloquei as personalidades, que fui ao longo das semanas destcando. No post seguinte a SL e LH

Fica aqui as estatisticas das personalidades:

SL - Balanço

Da SL, ao longo das 12 jornadas contabilizadas (a análise não foi feita na 2ª e 3ª jornadas), foi eleita:
A melhor equipa, o FCP
A pior equipa, a U. Leiria

Análise à performance das equipas, em jeito de balanço da 1ª metade da época

- Comecemos pelo FC Porto, campeão em título. Tem pautado esta 1ª parte pela regularidade. A única saída do 11 titular foi Pepe. Pedro Emanuel, ao contrário de Stepanov tem dado bem conta do recado. Aliás, o sérvio é o único reforço que tem tido oportunidades. Mas ainda não convenceu, pois tem cometido algumas infantilidades na zona proibida. Quanto aos restantes reforços, as oportunidades têm sido raras, mas mesmo assim quando jogam não convencem (Ex. Mariano). Leandro Lima, que tem jogado algumas vezes, nunca a titular e ainda não mostrou nenhum atributo de especial. Na frente, a referência é Lisandro, melhor marcador do campeonato. Perfeitamente adaptado ao futebol português e europeu, "Licha" tem revelado a sua veia goleadora. O único senão chama-se Taça da Liga onde o FCP já foi eliminado pelo modesto Fátima
- O Sporting tem tido, ao invés, um percurso muito irregular. Dá-se bem com as taças. Conquistou o 1º título da época e segue na TL e TP. Na Europa, a história é outra. Superou o mau registo da época passada, mas segue na UEFA. No campeonato, os resultados não aparecem. Os reforços não convenceram (Stojkovic, Had, Purovic; Celsinho, Gladstone, P. Renato, Derlei e P. Silva ainda não tiveram chances). Paredes e Farnerud ainda ninguém percebeu o que lá estão a fazer, dadas as poucas oportunidades e todas desperdiçadas. Na baliza regista-se instabilidade e insegurança: Stojkovic ainda não mostrou ser nada de especial, Tiago a justificar porque ao longo dos últimos anos tem sido suplente e Patrício ainda está em adaptação. Salvam-se Izmailov e Vukcevic. Grandes reforços e bons jogadores.
- Quanto ao Benfica começou mal, na minha opinião. Despedir F. Santos à 1ª jornada foi uma atitude pouco ética. Se os dirigentes estavam insatisfeitos, rescindiam no final da época passada. Com Camacho, nota-se mais motivação e acerto nas contratações (Di Maria, Adu, Rodriguez, Maxi). Quanto a Cardozo, que custou 9 milhões, ainda não mostrou serviço suficiente, embora compreenda que venha do futebol sul americano. Na Champions, o SLB não correspondeu ao seu estatuto, mas segue na UEFA. Na TL, já ficou pelo caminho, no campeonato, está tranquilamente em 2º lugar, embora longe do 1º lugar. Será esta mais época vazia em títulos? Do jeito que as coisas estão só se for na TP. De notar a aposta em juniores formados no clube e os 27 internacionais que o SLB tem. Os resultados da aposta na formação estão à vista.
- Falemos do Braga, que procura afirmar-se como 4º grande. O estatuto europeu sofreu mais um carimbo na 4ª feira, com a passagem aos 1/16 avos da UEFA. Manuel Machado continua invicto. Desta vez António Salvador acertou. Quanto a Jorge Costa foi um erro. Sempre fui contra a sua nomeação como treinador principal do Braga. E a verdade é que tinha razão. Para bem do sucesso desportivo do SCB, o presidente demitiu-o e com o novo treinador os frutos não podiam ser mais deliciosos. Aliás, refira-se que António Salvador tem sido brilhante na direcção do Braga. A nível desportivo tem acertado nos jogadores... quanto aos treinadores já não é bem assim. A nível financeiro, reduziu muito o passivo do clube e tem conseguido aumentar bastante os activos do clube. Já em termos estratégicos, a construção da academia revelar-se-á um forte pilar para o crescimento sustentado do Sp. Braga. Quanto ao plantel que actua na Liga, este é na minha opinião o melhor conjunto a seguir aos 3 grandes. João Pereira e Linz são as 2 estrelas da equipa. Principalmente os austríacos, que com um excelente sentido posicional tem marcado imensos golos, com campeonato (6) e na TU (5).
- Quanto ao Belenenses persistem as dificuldades financeiras e uma aposta que não se revelou muito eficaz no mercado brasileiro. Os resultados não são os melhores e na TU, as coisas não correram bem, porque sublinhe-se o adversário é o grande favorito à conquista da prova e os jogadores ainda não têm grande experiência. A nível individual, Weldon e JP Oliveira começa a destacar-se. A nível da formação, dos 4 jogadores promovidos por Jesus, nenhum ainda teve oportunidades na equipa. Aliás, o futebol juvenil do Belenenses não atravessa um bom momento: os internacionais são poucos (só 6), o aproveitamento na equipa sénior é reduzidíssimo e os resultados não têm sido brilhantes. Em resumo, o Belenenses está abaixo das expectativas
- O P. Ferreira está a ser uma das maiores desilusões do campeonato. A ida à Europa fez mal à equipa. Deixou sair jogadores bons e essenciais (Geraldo – DC, Antunes – LE, Paulo Sousa – M e João Paulo – A) e não soube colmatar devidamente essas saídas. Os jogadores brasileiros ainda estão em habituação e outros ainda não se percebeu porque razão foram contratados. Contudo nota positiva para Filipe Anunciação, Dede e Chico Silva. Peçanha também não tem estado mal. Infelizmente, os 5 juniores promovidos ainda não tiveram oportunidades. Com a racionalidade financeira que é reconhecida, o P. Ferreira tem em Janeiro um bom momento para corrigir o que não está bem. Caso contrário, é dos principais candidatos à descida.
-Falando do U. Leiria, a para do Boavista e do P. Ferreira tem dos piores planteis. Confesso que fiquei super desiludido com a notícia que li e publiquei no blog sobre a postura de Paulo Duarte. O plantel é fraco e nota-se pouco rigor na prospecção. Digo isto porque não sei qual o critério para dispensar Marco Airosa, Moreira e Falardo que brilham na Fátima. Os bons dispensa-se. Os menos bons ficam. Outra coisa que me é estranha, é como ano após ano não sejam promovidos juniores. Vítor Oliveira não está a conseguir levar a equipa para a frente e se as coisas não mudarem no mercado de Inverno, a LH é um destino provável. Como nem tudo é mau, Laranjeiro, Sougou, Tiago e João Paulo são dos poucos que aproveitam
-Agora, o Nacional. Tem um bom plantel, talvez o melhor a seguir a SCB e VSC. Está a fazer um campeonato abaixo das minhas expectativas. Jokanovic ainda não me convenceu como treinador. Segundo as crónicas, as exibições, apesar de estarem a melhorar, estão longe de impressionar. Para contrariar ainda mais, Bruno Amaro e Fellype Gabriel (excelente reforço – dos melhores do campeonato), médios preponderantes e muito influentes lesionaram-se. Gostaria ainda de destacar pela positiva o quarteto defensivo, que se vem construindo à várias épocas: Patacas, R. Fernandes, Cardozo e Alonso. Pela negativa e a rever em Janeiro, a falta de um ponta de lança que marque golos (o que está a fazer Miguel Fidalgo no U. Madeira?)
- Quanto ao Marítimo, após um bom começo, o fulgor inicial desapareceu, regressando ao que nos tem habituado nos últimos tempos. Makukula tem sido o elemento em clarividência. Mas noto uma equipa muito dependente dele. Um pormenor a rever. E faço a mesma pergunta de sempre: para quando promover mais jovens da equipa B e madeirenses à equipa principal (as excepções são Djalma e agora e João Luiz)?
- Quanto ao Boavista. Financeiramente a crise aumenta de dia para dia. Desde os jogadores em hasta pública, ao risco de descer de divisão, pela inscrição de Mateus até a falhas de organização de jogos (policiamento na L Intercalar). A nível desportivo o plantel é fraco. A única referência que há é Jorge Ribeiro. Nuno Pinto não sei o que está a fazer Trofense. Jaime Pacheco bem se queixa e o seu lugar não está seguro. É bom que renove em Janeiro, senão pode descer. Gostaria ainda de destacar os jogadores juniores que têm deixado boas indicações na liga intercalar. Parecem ser boas alternativas. De uma coisa tenho a certeza: Joaquim Teixeira tem um difícil caminho à sua frente
- O E. Amadora está a fazer aquilo a que se chama um campeonato tranquilo. Tanto é que só o referi uma vez no "Positivo" e "Negativo da Jornada". Nem bom nem mau. Os jogadores que vieram da Anapólis, ao abrigo da parceria entre os clubes, foram escolhidos a dedo: Mateus, Cardoso e Wagnão. Daúto Faquirá está a corresponder às expectativas
- Falemos da Naval. Com um plantel de brasileiros desconhecidos, começou mal com Francisco Chaló. Com Ulisses Morais está a superar grandemente as expectativas que tinha e que eram baixas. Mesmo assim, penso que Marcelinho não está a corresponder às expectativas depositadas inicialmente. Diego Ângelo, Mário Sérgio e China têm estado bem. Quanto ao clube, as tentativas de trazer mais público ao estádio têm de ser mais eficazes. Relativamente à formação fiquei muito surpreendido pelo que li no Norte Desportivo, o treinador dos juvenis a relatar a falta de apoio da direcção, numa altura em que, nesse mesmo escalão, a Naval tem 3 internacionais e está no pódio. Bom trabalho de José Ricardo
-Em relação à Académica, o mesmo de sempre. Orçamento alto, mas qualidade dos jogadores assim-assim. Sempre nos lugares de baixo, mas note-se as boas assistências dos jogos em casa. A corresponder às expectativas, embora tenha bons jogadores
- V. Setúbal. Uma das surpresas agradáveis do campeonato. Após passagens mal sucedidas pelo Beira Mar, Sp. Braga e até Belenenses, nas quais o valor de Carlos Carvalhal chegou mesmo a ser posto em causa, este ano as coisas estão a correr de feição. Noto que os jogadores não foram escolhidos de qualquer maneira e houve acerto em praticamente todos os reforços. A carreira na TL está a ser muito boa. Mas não sei se o conjunto vai aguentar o ritmo até Maio. Receio que acuse o desgaste. Por outro lado, a estabilidade financeira parece aparecer e na formação surgem boas notícias (o nº de internacionais já são 7), mas mesmo assim apenas Luís Portela promovido (também era o cúmulo depois do seu nº de internacionalizações) sabe a pouco.
- V. Guimarães. A grande surpresa do campeonato, porque veio da LH, com jogadores pouco habituados a ritmo de liga. O percurso tem sido muito bom. Fajardo, Ghilas, Geromel e Targino têm dado nas vistas. Já para não falar no sérvio Miljan e nos defesas brasileiros contratados. Vê-se rigor. Gostaria ainda de destacar a aposta nos jovens do clube. É reduzida (2 jogadores em 1 ano), mas está no bom caminho
- Leixões. Está a fazer uma época um pouco abaixo do que esperava. É verdade que os jogadores têm pouca experiência de Liga, mas a maioria dos titulares tem-na. A equipa tem qualidade e acho que não está a ser rentabilizada o suficiente. Espero mais do Leixões na 2ª volta. Pela negativa, destaco a não aposta na formação. Ruben Ribeiro, o único em 2 anos, ainda não mostrou ser grande coisa e pergunto se não haveria espaço para Paulo Ferreira (actualmente no Leça) no LSC? A equipa poderá fazer muito mais

[ESTE POST É UMA OPINIÃO (CRITICAS E ELOGIOS), NÃO
PRETENDENDO DESRESPEITAR NEM OFENDER NINGUÉM]

LH - Balanço

Como era de esperar esta edição da Liga de Honra não tem o mesmo encanto da época passado. Leixões e V. Guimarães saíram. Entretanto não deixa de ser interessante, pois clubes como Fátima procuram afirmar-se.
Na análise semanal, as estatísticas mostram que:

A melhor equipa: Vizela
As piores equipas: Penafiel e Portimonense

Análise à performance das equipas, em jeito de balanço da 1ª metade da época

- Beira Mar. Os aveirenses não estão a encontrar as facilidades de há 2 anos. Estão a ter dificuldades inesperadas. O plantel não se reforçou convenientemente no defeso e as saídas não foram devidamente colmatadas e agora sofre consequências. A subida será complicada, pois a concorrência não dá tréguas. Razão tem Gonçalves em reclamar qualidade ao seu conjunto. Quanto à formação, zero. Depois de Artur (23 anos) não se conhece ninguém. O ano passado até havia bons jogadores nos juniores, mas parece que há alergia em promovê-los. Em contrapartida o BM foi ao Brasil contratar jogadores de qualidade desconhecida (alguns até já rescindiram)
- D. Aves. Uma desilusão. A aposta em José Gomes revelou-se má, que face ao seu passado já se previa (ainda está para vir a 1ª vez que o treinador tenha sucesso). O plantel é bom e tem muito para ser explorado devidamente. Tatu parece finalmente ter descoberto a sua veia goleadora e a escolha de H. Nunes parece-me certa. Contudo tenho de criticar as únicas contratações de Inverno conhecidas: M. Vítor, R. Ribeiro e Yu Dabao. A crítica não é para os jogadores mas para a estratégia seguida pela direcção avense. Porquê escolher juniores dos outros clubes e não do seu próprio clube. Alguém se lembra da promoção e utilização de juniores avenses em competições oficiais? Incoerente...
- Estoril. No melhor e no pior. O melhor: o ataque. Muitos jogadores já marcaram e de todas as posições. O pior: a defesa. Fica a impressão que é uma equipa demasiado ofensiva, descurando a defesa. A estratégia de Tulipa (bom treinador) deu resultado. Recrutou, no mercado nacional, jogadores inexperientes de LH e deu-se bem. A aposta na formação, em oposição é reprovável, pois é quase nula (exceptua-se Varela)
- Vizela. A grande surpresa. Sinceramente não esperava um campeonato tão bom. O planeamento atempado, rigoroso e racional está a surtir os efeitos. Aplausos para a direcção liderada por José Armando Branco. Má, só a aposta na formação. São poucos os jogadores com carimbo de formação FC Vizela.
- Fátima. A carreira do clube está intimamente associada à TL. Os 2 nomes esta época estão intimamente ligados, pois se o Fátima tem o mediatismo que tem hoje, foi, em grande parte, graças à eliminação do FCP e aos jogos com o SCP. O plantel é curto e na generalidade tem valor. Seria injusto estar a referir nomes. Contudo e como já o disse, o calcanhar de Aquiles desta equipa é que não tem jogadores formados no seu clube. Por outro lado também tenho dúvidas quanto à capacidade de resistência ao desgaste desta equipa. O plantel é curto, com castigos, lesões e cansaço, as escolhas ficam demasiado limitadas
- Penafiel. Começou mal e ainda está mal. Inicialmente como o representante das infantilidades de Zequinha, depois a troca de treinador e com os maus resultados a serem uma constante desde o inicio do ano. Contudo, as críticas ficam-se só pelo péssimo percurso no campeonato. A nível financeiro os salários estão em dia. Nas Taças, o Penafiel está a ser exemplar. O plantel é bom (daí que ache que seja das maiores desilusões) e aposta na formação é irrepreensível. O Penafiel foi o clube que mais juniores promoveu e este ano já tem 2 jogadores internacionais. Só falta sucesso no campeonato.
- Varzim. Não está a fazer um grande campeonato, antes um campeonato “tranquilo”. Perdeu Ricardo, mas Bruno Conceição tem estado excelente. A posta na formação mantém-se e Pedrinho será o 2º jogador a ir para a SL. Roberto e Xico são os homens golo. É uma equipa muito dependente da finalização destes. Talvez o mercado de Inverno traga mais qualidade à equipa
- Rio Ave. Um ataque muito bom. Tal como o Estoril, não há dependência dos ponta de lança. A equipa base é a mesma do ano passado e a estabilidade está a dar bons resultados. Espero que não aconteça o mesmo que aconteceu o ano passado na recta final. Quanto às camadas jovens nota-se cuidado nas promoções. Até agora nenhum dos promovidos desiludiu. Esta época foi Tiago Terroso, que até já marcou um golo na TP, em jeito de reclamação de mais oportunidades. Em geral, o Rio Ave é das melhores equipas na LH, esta época.
- Trofense. Dos clubes que mais tem crescido nestes 2 anos. É muito satisfatório ver clubes a querem crescer e afirmar-se no futebol português. A aposta em aumentar o nº de associados e as assistências é um dos melhores caminhos, e com resultados. Contudo mantenho o que disse no início do campeonato, não sei se o investimento de contratar os dispensados de equipas da SL vai valer a pena. A finalização desta equipa deixa muito a desejar, já para não falar da utilização de jovens formados no clube. Reguila deixou saudades.
- Freamunde. Olhando para as estatísticas da liga constata-se que o Freamunde é a equipa mais indisciplinada (47 castigos – site LPFP). Um pormenor a rever na 2ª volta. Nesta 1ª fase, está a fazer um campeonato tranquilo, sem grandes oscilações. Está no bom caminho para o objectivo da permanência. Uma questão curiosa é reparar na intensa aposta na formação e que elogia. São 8 os formados no clube. Um exemplo a seguir.
- Feirense. Um campeonato razoavelmente fraco. O plantel é curto e não é grande coisa. Senão se reforçar, pode sofrer as consequências no final da época. Olhando para o plantel não se vêm juniores promovidos nas últimas épocas. O último foi Guima (embora tenha rodado um ano na Sanjoanense). A direcção aposta em Luís Miguel e agora espera-se a inscrição de jovens feirenses, até mesmo pelas boas infra estruturas que tem.
- Gil Vicente. Uma equipa ainda a sofrer as consequências do Caso Mateus e com uma enorme pressão para subir de divisão imposta pelo seu presidente, na medida em que este veio dizer que caso tal não se registe, o clube não se salvará. Está bem classificada e com um bom plantel. A concorrência é muito e Hermes é a figura deste conjunto
- Olhanense. Está a fazer um campeonato tranquilo. Com muitos jogadores emprestados, começam-se a ouvir reclamações. Não sei se a equipa aguentará a pedalada. Um ou dois reforços não farão mal.
- Portimonense. Um campeonato muito abaixo das expectativas. O plantel de jogadores a precisar de relançar a carreira, talvez não estejam a render o que deviam. A nível directiva perfeito, mas desportivo muito fraco ...
- Santa Clara. Começou bem , mas está em queda livre. O plantel é curto e os jogadores não dão para tudo. A rever em Janeiro. Contudo, ao que sei a situação financeira está muito melhor. Mérito para a direcção
- Gondomar. Muitas contratações, especialmente brasileiras, que deram em pouco. Os melhores foram os resgatados ao futebol nacional e os jovens da formação (Norinho, Dani, Fabeta, Fredy e Luís Neves). Na pausa natalícia é tempo de arrumar a casa.
[ESTE POST É UMA OPINIÃO (CRITICAS E ELOGIOS), NÃO
PRETENDENDO DESRESPEITAR NEM OFENDER NINGUÉM]

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Frase da jornada

Destaco esta frase, pois parece-me pertinente

« Algumas pessoas na imprensa e mesmo alguns jogadores do F. C. Porto já se sentem campeões ... Quem fala muito pouco faz. Vamos ver como vai fazer quem fala muito»

Pedro Silva, jogador do SCP

SL - 14ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA
  • Vuckcevic, médio do Sporting. O montenegrino começa a afirmar-se em Alvalade e par de Izmailov é dos melhores reforços. Marcou o 4º golo no campeonato, jogou bem e revela uma boa adaptação ao futebol português
  • V. Guimarães. Passa o Natal entre os grandes e isolado no 4º lugar. O jogo de sábado foi marcado por uma gritante falta de eficácia, mas mesmo assim, o VSC é das equipas que melhor pratica futebol. Muito mérito para M. Cajuda
  • Cris, médio da Académica. O jovem formado na Feira marcou nos 2 últimos jogos, 2 jogos que valeram 6 pontos. A Académica subiu na tabela e ocupa o 12º lugar. Mais uma vez, a Académica a fazer aquilo que nos habituou nas últimas épocas: a fazer os mínimos para a manutenção

NEGATIVO DA JORNADA

  • Mariano Gonzalez e Postiga. Quando uma equipa perde, a culpa não é só de um jogador, mas um jogador pode ter culpas. Foi o que aconteceu, na minha opinião com estes 2 jogadores do FCP. Como podem falhar tanto. Está visto porque rezão não são aposta de Jesualdo Ferreira. Só espero que depois não venham dizer que o treinador não dá oportunidades para mostrarem o seu valor. A verdade é que quando as têm desperdiçam-nas. Aliás, nota-se algum excesso de confiança no FCP. Não há vencedores antecipados... Jesualdo tem agora trabalho psicológico pela frente. Tem que lidar com o outro, o do sucesso.
  • P. Ferreira. Mais uma derrota. A distância para a zona de permanência passou de 3 para 5 pontos. O plantel é fraco e como esperava, acabou em insucesso. A rever em Janeiro
  • U. Leiria. É o último e tornou a perder em casa frente ao Marítimo por 2-1.

LH - 14ª Jornada

POSTIVO DA JORNADA
  • Trofense. Indubitavelmente. Num ápice saltou de 4º para 1º. É o campeão de Inverno. No jogo com o Gondomar os jogadores não acusaram a pressão (era o que faltava face à sua experiência) pois já sabiam os resultados dos concorrentes directos. Edu Souza abriu o marcador e Pinheiro de penalty marcou o 2º. Nota de registo para o público que Trofense começa a transportar. Um excelente presente de Natal para o grupo, técnicos e direcção
  • Feirense. Está a recuperar na tabela e já passou o Fátima. Jorge Leitão fez hac-trick e colocou o Feirense a 7 pontos da zona de descida.
  • Henrique Nunes. Bendita chegada. Pôs o D. Aves a fazer aquilo que José Gomes nunca conseguiu: pôr a equipa a jogar e a ganhar. Chapa 3 ao Freamunde

NEGATIVO DA JORNADA


  • Vizela. Apesar de ter empatado, saiu da zona de subida. Perdeu 2 pontos. Poderá significar que os jogadores não sabem lidar com a pressão.
  • Varzim. Uma desilusão este campeonato. Tem uma carreira brilhante na LI, mas infelizmente não é o que acontece no campeonato. Está a meio da tabela, a não corresponder às expectativas. Nesta jornada perdeu 3-0 na Feira

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Sp. Braga faz história!

O Sp. Braga fez história, visto que ao vencer ontem à noite garantiu a presença de 4 equipas em Fevereiro nas competições europeias.
Perante pouco público (nem a 1/3 da capacidade do estádio chegou!), o Sp. Braga com uma boa exibição passou pela 2ª vez consecutiva aos 1/16 avos da Taça UEFA.
Esta qualificação era, na minha opinião, fundamental para a afirmação de europeu e 4º grande por parte dos minhotos. Os golos foram de Linz, muitíssimo bem colocado, e Wender. Outro jogador que esteve muito bem foi o totalista João Pereira.
Amanhã é o sorteio

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

SL - 13ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA

  • Tarik. O marroquino do FC Porto marcou o golo inaugural e a equipa de Jesualdo já leva 10 pontos de avanço sobre o 2º classificado.
  • Weldon. O brasileiro belenenses, emprestado pelo Cruzeiro, marcou o golaço da derrota do Benfica
  • Vuckcevic. O salvador da noite. O SCP ganhou com muitas dificuldades ao Marítimo. Esteve a perder (e chegou a ver 6 equipas à sua frente) mas lá ganhou. Consequência: retomou o 3º lugar e reduziu de 5 para 2 a distância para o SLB.

NEGATIVO DA JORNADA

  • José Mota. Caiu isolado na zona de descida. Maia época depois conclui-se que a equipa ressentiu-se muito da saída de titulares (Geraldo, Antunes, Paulo Sousa e João Paulo). A corrigir em Janeiro.
  • U. Leiria. "Sem ovos não se podem fazer omeletas". A analogia adequa-se muito bem. Nem Vítor Oliveira salva a equipa. Também a corrigir em Janeiro.
  • Marítimo. Perdeu o estatuto de sensação. Caiu num grau médio. (8º)

LH - 13ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA
  • Rio Ave. Uma vitória no derby das Caxinas garantiu-lhe o acesso à liderança da LH. Keita depois do brilharete na TP marcou o golo solitário da vitória
  • Beira Mar. Depois um período difícil, regressou às vitórias: 2-0 ao Portimonense
  • Henrique Nunes. Grande estreia. Dos 5 últimos foi o único que venceu e logo nos Açores

NEGATIVO DA JORNADA

  • Freamunde - Vizela. Um jogo que terminou de forma lamentável, com cenas que nada dignificam o desporto e o futebol profissional em Portugal. Centrando-nos na competição e no jogo, o Freamunde muito perto do fim desperdiçou uma penalidade que dar-lhe-ia a vitória e o Vizela perdeu a liderança
  • Paulo Sérgio. Depois de um inicio promissor, a equipa já não ganha à 7 jogos e tem a pior defesa do campeonato (22 GS)

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

LC - Balanço

Chegou ao fim a 1ª fase de competições europeias.
As 3 equipas portuguesas presentes na competição venceram as 3 na última jornada e cumpriram a sua obrigação.
O FC Porto prossegue para os 1/8 final
Sporting e Benfica continuam nas competições europeias, mas na UEFA.
Do SLB já falamos na semana passada, falemos do FCP e SCP.

  • Contra o Besiktas, o FCPorto fez uma das melhores exibições da época na Europa. Lucho, Lisandro e Quaresma estiveram bem. Pedro Emanuel fez esquecer Stepanov e a equipa demonstrou bom entrosamento. Tarik manteve a boa performance demonstrada na pré época. É bastante meritória a sua persistência e trabalho. Só assim conseguiu ser o bom jogador que é actualmente.
    Financeiramente, a época também salva, com esta passagem (2.400.000 €)
  • Quanto ao Sporting, com tudo decidido fez bem melhor que a época passada. Depois de uma m+a fase, a equipa retomou as boas exibições. Adrien Silva, bom jogador, mostrou hoje que o treinador pode contar com ele. Farnerud tornou a desiludir.
    Corajosa a atitude Paulo Bento em deixar no banco Miguel Veloso. O jogador tem-se mostrado convencido e atitude de sábado de não falar aos jornalistas e as indirectas à SAD, ficam-lhe muito mal. É preciso ter HUMILDADE !!!!
    No cômputo geral, Polga voltou a marcar.
    Financeiramente, o SCP ganhou tanto como o SLB (1.500.000).
    Foi pena os resultados contra a AS Roma e a história teria sido outra.
  • Para a semana há Sp. Braga e Portugal, se o SCB passar, conseguirá o feito inédito de ter 4 equipas, em Janeiro na Europa.

sábado, 8 de dezembro de 2007

Taça de Portugal - 4ª Eliminatória

Este fim de semana realiza-se a 1ª eliminatória da TP, onde entram as equipas da Liga e sem surpresas.

Na 6ª à noite, o FCP venceu o D. Chaves por 2-0. Caíram os fantasmas dos jogos a eliminar chamados Atlético e Fátima. Perante um estádio muito bem composto (8.000), os flavienses tornaram a ver futebol de 1ª (o D. Chaves apesar de estar na 2ªD bateu-se muito bem). O FCP desta vez não vacilou e os habituais suplentes mostraram serviço, principalmente Kaz (assistência), Adriano e Postiga, que marcaram. O FCP ultrapassou ante o D. Chaves, o 1º jogo a eliminar.
No Sábado, o Sporting deu um pontapé na crise ao golear o Louletano por 4-0. Numa exibição suficiente, Purovic bisou. A dispensa de Liedson mostra a firmeza e intransigência do treinador Paulo Bento. O Sporting não cumpriu mais que a sua obrigação e passou à próxima fase.
Surpresas:
  • Belenenses. No Restelo, a equipa treinada por Jorge Jesus foi eliminada. Na conf. de imprensa o treinador assumiu a ambição de ganhar a TP. Mas perdeu logo na 1ª eliminatória contra o P. Ferreira, com uma modesta exibição. Só conseguiu o empate bem perto do fim. Destaque pela positiva para JP Oliveira que bisou
  • Lipatin. O ex-maritimista marcou 3 golos. A réplica do C. Piedade foi muito fraca, mas 3 golos sempre são 3 golos
  • Lagoa e Anadia Não foram tomba gigantes, mas venceram, em casa, equipas de escalão superior (LH) e uma delas candidata à subida à SL, o Santa Clara
  • Sertanense. O resistente da III Divisão. Venceu o Portimonense, o último classificado da LH. Já no ano passado tinha chegado relativamente longe, e este também. O único da IIID e também o único do interior

Semana Europeia

Apenas 2 jogos se realizaram. O Benfica cumpriu em Donetsk, o Braga tem tudo em aberto.
O Benfica ganhou na Ucrânia. Perante um clima adverso e com a obrigação de ganhar, o paraguaio Cardozo cumpriu exemplarmente.
O reforço que custou 9 milhões marcou 2 golos, que valem a continuidade do Benfica nas competições europeias. A equipa de Camacho soube lidar muito bem com a pressão e praticou bom futebol.
A nível táctico destaque para a troca de Luís Filipe por Nelson. Resultou em cheio. Luís Filipe adaptou-se muito mal ao Benfica e está muito longe de ser o jogador eficiente e regular que era no Sp. Braga. Aproveitou Nelson, mais habituado a este tipo de jogos. Na frente Nuno Gomes também saiu. A idade pesa. Aliás, aquele bate boca com João Pinto no final do clássico de sábado é bem realista quanto à situação do avançado. Se ele não fosse internacional e se não vendesse tantos autógrafos, tenho muitas dúvidas se ainda estaria no Benfica (Quem diz o que não deve, ouve aquilo que não quer). Cardozo é o substituto perfeito para Nuno Gomes.
Quanto ao Braga, tem tudo em aberto para passar aos 1/16 final da UEFA. O resultado não foi muito bom, mas é preciso vermos que estava a jogar fora. O elemento em destaque foi mais uma vez Linz. Constato que é uma equipa muito dependente do austríaco, que encontrou no Sp. Braga, um bom clube para lançar a sua carreira.
Visto isto, Benfica e Sporting estão na UEFA. Resta FCP e SCB.
FORÇA!

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

SL - 12ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA
  • Quaresma. Marcou o golo na Luz. O FCP venceu mais um confronto directo, fazendo uma grande 1ª parte. Jesualdo Ferreira corrigiu todos os erros (desnecessários) de Liverpool e conseguiu uma grande vitória na Luz, com uma trivela do internacional português
  • Ulisses Morais. A mudança surtiu excelentes efeitos. Com um plantel de qualidade fraca, as vitórias e as exibições aí estão. Destaque para o central, contratado no último dia de Agosto: Diego Ângelo
  • V. Guimarães. A vitória em casa frente à Académica, isolou a equipa no 3º lugar,`à frente do Sporting

NEGATIVO DA JORNADA

  • Paulo Bento. Mau ... as coisas estão a correr mal. Perdeu mais 2 pontos no domingo frente ao último, com uma fraca exibição (depois de marcar remeteu-se à defesa e sofreu o golo do empate). Não aproveitou o desaire de SLB, está a 12 pontos do FCP e foi ultrapassado pelo VSC
  • Boavista. Já tem salários em atraso. A sua regularização antes do jogo com o Nacional não motivou a equipa. Perdeu 2-0.

LH - 12ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA
  • Vizela. Com uma vitória esclarecedora, retomou a liderança
  • Maxi Bevacqua. Marcou 2 golos no derby regional e assegurou a 1ª vitória do Portimonense

NEGATIVO DA JORNADA

  • D. Aves. O único dos últimos a não vencer. Apesar de não ter caído em zona de descida perdeu terreno
  • Rio Ave. Perdeu a liderança e ia perdendo o jogo em casa. Miguel Lopes empatou no último lance do jogo

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Jornada Europeia

Mais uma semana europeia e as coisas a não tornarem a correr lá muito bem.
Em 12 pontos possíveis, Portugal apenas conseguiu 2, resultantes dos empates de Benfica e Sp. Braga.
Aliás este último foi o único que se safou.
Comecemos pelo Sporting. Trouxe de Manchester uma derrota, um pouco injusta. Mas na 2ª parte foi bem visível a diferença entre as equipas. Um Manchester muito pressionante e um leão com dificuldades em sair do sufoco. Tudo ficou decidido. O Sporting continua na Europa e vai á UEFA. Confirmou o seu estatuto (pote 3) e fez melhor que a época passada. A nível individual um + para Rui Patrício, que se estreou bem na liga milionária, para Veloso e Abel. Este para além de uma grande 1ª parte marcou um bonito golo. Negativo para Marian Had (se Ronny não agrada, este também não), Purovic e Farnerud (nem o vi em campo).
Quanto ao Benfica, muitas dificuldades na LC. O 2º mais favorito do grupo é último e depende apenas de si próprio para continuar na Europa e vai ter de ganhar (jogar à pressão) em Donetsk. Nota para o grande golo de Maxi Pereira. Nada está perdido.
O FC Porto foi esmagado em Liverpool. Jesualdo arriscou e tornou a perder. Porque é que o Fucile ficou de fora? Será que Mariano está à altura de Raul Meireles. As respostas pedem ser dadas pela derrota pesada. Marek Cech comprometeu, e de que maneira, na medida em que todos os lances de perigo dos ingleses era pelo seu flanco. Não o acho bom jogador e agora muito menos. Pior esteve Stepanov. P. Emanuel ficou no banco e o sérvio ganhou a titularidade. Mas fez asneira. Causou a grande penalidade desnecessariamente. Isto depois de ter cometido a mesma infantilidade na Amadora. Será que não aprende com os erros? Ele e Jesualdo. Falando do positivo, Lisandro confirmou na liga milionária a tendência do campeonato: marcar.
Já o Sp. Braga conseguiu o melhor resultado. Foi só um empate. Mas contra quem era, vale por uma vitória. Deu cabo de muitas apostas e surpreendeu a Europa. Uma grande exibição bracarense. Muito superior ao Bayern. O único deslize (colectivo) foi o golo do Bayern onde todos ficaram a ver a bola a passar. O marcador até se surpreendeu com tantas facilidades. Os arsenalistas têm tudo em aberto e a jogar assim vão longe. O colectivo esteve bem, sendo difícil apontar as individualidades - J. Pereira, Jailson, Linz ...
Resumidamente
POSITIVO: Linz, Maxi Pereira e Abel
NEGATIVO: Cech e Stepanov

domingo, 25 de novembro de 2007

SL - 11ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA

FC Porto. Um dos invencíveis venceu outro invencível. A jogar com pressão, não vacilou. Deu 2-0 ao V. Setúbal e Lisandro confirma a veia goleadora.
P. Ferreira. Vitória contra o Nacional, que lhe permitiu sair da zona de descida
Benfica. Segue isoladíssimo n a perseguição ao líder. Para além de ter ganho distância face ao 3º, em Coimbra ainda conseguiu recuperar de uma situação desfavorável
João Ribeiro. O internacional sub 20 estreou-se a marcar. Deu 3 pontos à Naval num campo muito difícil e permitiu aos figueirenses um pulo de 3 lug.


NEGATIVO DA JORNADA

Sporting. As coisas estão a correr mal. Mais 2 pontos perdidos. Corajosa a atitude Paulo bento em atribuir a titularidade a Rui Patrício. As coisas não correram muito bem (esteve mal no lance do golo), o resultado muito menos

Ricardo, guarda redes da Académica. Noite negra na estreia. Foi lançado as feras e as coisas também lhe correram mal (tal como a Patrício). Foi para a Académica por mérito e competência, o que demonstrou ontem à noite. Excesso de confiança, saídas em falso, nervos, falhanços, enfim muito pressão para ser superada. Quanto à Académica, uma queda perigosa na tabela com esta derrota
  • Jokanovic. Os influentes B. Amaro e F. Gabriel estão lesionados, mas o seu trabalho está à quem das expectativas

  • Manuel Machado. Má estreia (resultado e exibição) em Leiria. Mão convenceu. Salve-se, porém os adversários directos que também não fizeram melhor

LH - 11ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA
  • Rio Ave. Novo líder. Destaque para Milhazes, lateral esquerdo do Rio Ave. Em fim de contrato, o esquerdista marcou esta tarde o golo da vitória dos vilacondenses frente ao Estoril, que lhe confere a liderança

  • Bock, goleador do Freamunde. Marcou 2 golos e deu a vitória ao Freamunde que dá um pulo na tabela e rumo à permanência

  • Gondomar. Mais uma vitória, a 2ª e a 1ª fora. Bruno Severino marcou de penalty

  • Penafiel. Num jogo importantíssimo, o Penafiel cumpriu e saiu do último lugar.


NEGATIVO DA JORNADA

  • Portimonense. Mais uma derrota. Vitor Pontes não trouxe bons ventos. Caiu em zona de descida

  • Feirense. Mais um empate e com 2 dos 4 abaixo da tabela a ganharem. Quanto a Luís Miguel Silva, também ainda não se percebeu. É definitivo ou é provisório. As exibições são boas, m as os resulatdos ...
  • Estoril (defesa). Muitos, muitos golos sofridos. Nesta jornada discutia-se o 2º lugar. Os da frente, Celestino, cumpriram, mas os defesas deixaram a sua equipa perder. A rever este sector em Janeiro
  • José Gomes. Mais um empate comprometedor ... esperava-se muito mais do D. Aves

domingo, 18 de novembro de 2007

Portugal 1-0 Arménia

Ontem, perante 22.000 pessoas, em Leiria, realizou-se o Portugal-Arménia.
A nossa selecção cumpriu, mas jogou mal, muito mal, frente a um dos adversários mais fracos do grupo.
Até parecia que nem era obrigatório vencer.
O que valeu foi a selecção da Arménia, que demonstrou ontem o porquê do antepenúltimo lugar.
Notou-se uma profunda falta de entrosamento dos jogadores e o tridente ofensivo de luxo (Quaresma, Simão e Ronaldo) deixou muito a desejar. Bosingwa foi o melhor em campo, na minha opinião. Imprimiu velocidade ao jogo, fez excelentes cruzamentos e esteve no lance do golo.

Deixo aqui numa escala de 0 a 20, a minha opinião sobre a performance individual de cada jogador.
Ricardo (5) - Nem esteve bem , nem esteve mal. Não fez nenhuma grande a defesa, dado os raros lances ofensivos da Arménia
Bosingwa (8) - O melhor. O mais veloz. Correu, jogou e cruzou muito e bem. Serviu H. Almeida no golo.
F. Meira e B. Alves (6) - Estiveram iguais, eficazes.
M. Caneira (5) - O pior em campo, apesar de não ter comprometido, uma vez que todos os lances de perigo da Arménia foram do seu lado defensivo - o esquerdo
M. Veloso (6) - Bons lances e bastante desenrascado a fugir a adversários
Maniche (5) - Praticamente nem o vi. Pouquíssima influência
Simão (6) - Muito bem do lado esquerdo, embora não tenha suscitado situações de perigo
Ronaldo (7) - Correu muito e jogou bem. Dos melhores
Quaresma (7) - Um pouco melhor que Simão. Jogou para o colectivo e deixou-se de individualismos. É pena que não faça o mesmo no FC Porto.
H. Almeida (8) - O homem do jogo. Excelente no jogo aéreo. Motivadísimo, marcou o golo solitário da vitória.
Makukula (2) - Não acrescentou rigorosamente nada ao ataque.
M. Fernandes (4) - Faltou-lhe algum jeito. Não esteve mal
Nani (6) - No pouco tempo que esteve em campo trouxe dinâmica ao ataque

Nota final para as declarações de C. Ronaldo afirmando que na Inglaterra nunca ouviu assobios. Sinceramente não sei o motivo das queixas. Acha-se superior? A equipa estava a jogar mal, o público manifestou-se. Se não queria ouvir assobios que tivesse jogado melhor.
Perdeu uma boa oportunidade de estar calado.

Para 4ª feira, se Portugal quiser chegar ao Europeu, vai ter de jogar muito mais e melhor que ontem.

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

SL - 10ª Jornada

POSTIVO DA JORNADA
  • Benfica. O grande vencedor da jornada. Goleou o Boavista por 6-1, reduziu de 8 para 4 a distância para o líder e vê o V. Guimarães e Sporting longe. Pena foi a lesão de Cardozo
  • Ulisses Morais. Trouxe bonança à Naval. A equipa já saiu da zona aflitivaç
  • V. Setúbal. Irrepreensível. Destaque individual para R. Chaves, Matheus, Edinho, Elias e Pitbull. Está à frente do Sporting
  • António Caldas.Entrou mal e sai muito bem. Grande vitória frente ao Sporting!

NEGATIVO DA JORNADA


  • Jaime Pacheco. Comentários para quê?
  • Vitor Oliveira. Perdeu o 1º jogo, mas não é por isso que está aqui. O motivo é a desculpa que arranjou para a derrota: a arbitragem ...
  • Sporting. O resulatdo e a péssima exibição dizem tudo (derrota 3-0 em Braga)
  • Defesa do FC Porto. A culpada do empate do Porto. Era completamente escusado. É no que dá a falta de humildade
  • Académica. O cenário de sempre: os resulatdos não surgem

LH - 10ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA
Gondomar. Conseguiu a 1ª vitória, finalmente. E logo contra um dos adversários directos. Saiu da zona de descida. Nota positiva individual para Bruno Severino.
Vizela. Apesar do empate, tudo ficou na mesma. Mantém-se líder.
  • Reguila. Chegou após vários meses de paragem por lesão e marcou.

  • Fátima e Freamunde. Sempre aos pares. Duas vit´´orias importantes rumo à permanência.
NEGATIVO DA JORNADA
  • Rui Sampaio. Saiu do D. Chaves em lítigio. Chegou ao Penafiel para ajudar o clube neste ínicio de época penoso. Ontem foi expulso prejudicando a equipa.

  • D. Aves. Um derrota ontem em Fátima, que compromete muito os objectivos da época. Está lote dos piores

  • Portimonense. Mais uma derrota em casa. Após revolução técnica, não há resultados.

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Zequinha, OUTRA VEZ

ZEQUINHA, mais uma vez.
Os motivos são os mesmos de sempre: INDISCIPLINA.
Desta vez foi para a Taça da Liga, em Leiria.
Causas: comportamento incorrecto para com dirigentes, treinador e colegas de equipa.
Comentários para quê.
Razão tem o presidente do Penfiel em querer livrar-se dele e o mais rápido possível. E o FCP, que vai fazer depois disto?

Trocas de treinadores

Esta semana, duas equipas trocaram de treinadores: a U. Leiria e o Sp. Braga.
Já deixei aqui 2 posts, um para cada clube a comentar as suas actuais situações desportivas.

Não vou repetir o que já disse mas vou opinar sobre as escolhas dos dirigentes, em particular da guerra de palavras em Leiria.
Aquando da saída de Paulo Duarte, este queixou-se que não havia respeito no balneário. Declarações que transcrevo da "A BOLA", do dia 06-11-2007

"Falta de Empenho e solidariedade - Jogadores tramaram Paulo Duarte"

"...Foi precisamente no balneário que começou o penoso caminho de Paulo Duarte no ano da estreia como treinador principal. Alguns dos seus jogadores foram seus companheiros de outras batalhas e, por isso, nunca conseguiram separar as águas e diferenciar as posições"
"Os jogadores tinham demasiado á vontade com o treinador e não se coibiam de o mostrar. Aliás, alguns dos que estão em final de contrato nunca mostraram problemas em referir que a sua situação contratual os levava a ter certo tipo de comportamentos. As poupanças nos treinos eram mais que muitas e isso acabava por se reflectir nos jogos."
"No domingo frente ao Nacional alguns dos jogadores mais influentes não gostaram de ver a falta de empenho dos companheiros e deram um murro na mesa, fazendo-lhes ver que o insucesso leiriense era mau para todos. Situação que veio comprovar que as divisões no balneário estão bem patentes."
" O presidente do U. Leiria já havia avisado que o comportamento dos jogadores teria de mudar ameaçando com despedimentos. Decisão que só não foi concretizada porque Paulo Duarte não deixou, PREFERINDO MANTER AS AMIZADES COM ALGUNS DOS VISADOS , acabando por prejudicar o grupo e a si próprio."

Inqualificável

Será mesmo verdade? É dos maiores cúmulos que já li .... Como é que é possível????? Será mesmo verdade. Esta última frase diz tudo? Será que alguém confiará mais num treinador que não se sabe impor???? Gostava de saber o nome dos jogadores desobedientes, mas acho que adivinho.

Quanto a Vítor Oliveira, parece-me um bom nome depois do excelente trabalho o ano passado no Leixões, mas o seu maior desafio, não é ganhar, mas pelos vistos disciplinar os jogadores, muito, mas muito mal habituados. Tarefa muito árdua.

Já no Sp. Braga, António Caldas, depois da derrota no Leixões, hipotecou a possibilidade de assumir o comando técnico do Braga. O nome escolhido foi um português (já é bom) e um técnico que gosta de usar tácticas complicadas, mas que tem conseguido um enorme sucesso nos últimos anos, cuja excepção foi só mesmo a Académica. Tem uma grande oportunidade, principalmente na UEFA. Só tem de mostrar o seu valor.

Link: Blog U. Leiria

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Noite europeia

Mais uma noite europeia e mais uma vez: uma vitória, um empate e uma derrota.
O FC Porto foi o único a ganhar. Foi em casa frente ao líder Marselha.
Tarik teve uma jogada soberba, espectacular e fez o grande golo. Lisandro confirmou a sua veia goleadora e sentiu-se bastante a ausência de Lucho. Pela negativa Quaresma. Embora tenha feito o cruzamento milimétrico para Lisandro no 2º golo, a sua exibição foi das piores que já fez.
Com muito individualismo falhou muitos passes e não percebi o porquê da insistência de ele ser o dono das bolas paradas, chegando-se ao cumulo de ter andar a correr de um extremo para outro para marcar os cantos.
O Benfica falha mais uma vez. Este ano ainda se afigura pior: nem sequer à UEFA vai. Mas o mais incrível é se for preciso ainda se vem com a desculpas, tipo a da troca de treinador, etc.
Acho que esse discurso já pega. Basta de falhanços. A equipa não vai a lado nenhum, mais uma vez .... Por sua vez, o destaque aos jogadores recai sobre Bynia. Uma falta muito feia, de um jogador que está no céu (recorde-se que Camacho foi buscá-lo quando estava à experiência no E. Amadora) e que ainda tem muito, mas muito para provar do seu real valor.
Por fim, os leões. Muito azar para a melhor equipa em campo. Mais uma vez, Tiago deixei muito a desejar. No 2º golo da Roma (Polga na pb), o guardião nem sequer se mexeu. Será ele a melhor alternativa que Stojkovic? Liedson marcou 2 grandes golos, confirmando o seu nº: 31

Desta jornada fica:
POSITIVO: Tarik e Liedson
NEGATIVO: Quaresma, Bynia e Tiago

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

SL - 9ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA
  • Leixões. Até que enfim, uma vitória. 3-0 frente ao poderosíssimo, mas pouco perigoso Sp. Braga. Respira-se melhor em Matosinhos
  • Lito. Os hack-trick frente ao E. Amadora colocam-no inevitavelmente nos positivo da jornada. Pena que só deram para o empate
  • Jokanovic. Aos poucos os resultados lá vão aparecendo. Frente a um adversário com os mesmos objectivos esta vitória forasteira veio mesmo a calhar.
  • Paulo Bento. Conseguiu dar a volta aos resultados menos positivos. Vitória categórica (4-1) frente à Naval.

NEGATIVO DA JORNADA

  • Paulo Duarte. Deixou o comando técnico da U. Leiria. Era inevitável, depois da derrota de ontem em casa por 3-1 frente ao Nacional. Oportunidades como aquela que o sogro lhe deu (o presidente João Bartolomeu) não se podem desperdiçar. O Leiria é o último mas ainda vai muito a tempo de recuperar.
  • P. Ferreira. A equipa uefeira está a revelar mais dificuldades que o habitual. Denota-se na minha opinião algumas deficiências no plantel
  • Sp. Braga. Cada vez mais o Sp. Braga perde o estatuto de 4º grande. Não sei muito bem para quem, mas esta instabilidade desportiva não é de um grande. António Caldas não conseguiu segurar o barco pois obteve um resultado miserável (derrota por 3-0 em Leixões)

LH - 9ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA
  • Vizela. É o líder. Derrotou em casa o Fátima por 1-0. Golo de Rincon
  • Rio Ave. Vitória categórica. Os bravos nuca desistem e, não obstante o apagado inicio de campeonato, os vilacondenses sempre afirmaram o desejo de subir e já estão em 2º lugar, isolados
  • Robert. O brasileiro do D. Aves veio da IIª Divisão, do Nelas, e já marcou 3 golos no campeonato e tem sido importante neste percurso difícil da equipa
  • Denilson. Outro avançado brasileiro decisivo. É o melhor marcador da equipa e quase o único, tal a dependência do grupo face a ele. Este fds marcou o golo da vitória do Feirense contra um dos adversários directos, o Penafiel

NEGATIVO DA JORNADA

  • Santa Clara. Mas o que é que se passa? 2 goleadas consecutivas e 9 golos sofridos em apenas 2 jogos (!)
  • Penafiel. Os durienses assumiram no inicio da época o objectivo da subida, mas pelo andar da carruagem é mais o da permanência. O plantel nem é mau e já lá vão 2 treinadores e para o campeonato, nada.
  • Vítor Pontes. Parece não ser o salvador desejado. Ser o sucessor, ou o adjunto de Mourinho pode ser muito bonito na teoria, mas tem de se concretizar na prática.

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Taça da Liga - 1/4 final


Realizou-se ontem a 2ª mão dos 1/4s final da Taça da Liga.
O Benfica ficou pelo caminho, depois do FC Porto e o Sporting passou à rasquinha em Fátima.
O Sporting venceu pela margem mínima e Stojkovic sofreu 2 golos.Falta-lhe alguma segurança. Em bom plano continua Romagnoli e Veloso. Polga voltou e o Sporting ganhou, apesar de algum desacerto generalizado defensivo. Decisivo foi Liedson. Marcou 2 golos e fez aquilo que se pede a um ponta de lança. Por me convencer está ainda Purovic.
Quanto ao Fátima, mostrou mais uma vez garra e solidez. Nota-se um conjunto estruturado e unido. Mais uma vez vários jogadores saltaram à vista: Pedro Duarte, Falardo, Saleiro e Marinho. Saleiro que marcou o 1º golo do Fátima, mostrou que merecia uma oportunidade em Alvalade, tal a qualidade que o 1º bebé proveta português tem evidenciado. Marinho, irrequieto, dinâmico, também formado em Alvalade, merece uma oportunidade num clube de dimensão superior ao Fátima, de acordo com os atributos evidenciados.
Ora, o resultado ditou o fim da crise no Sporting, que facilitou e foi surpreendido e também terminou o estado de graça do Fátima, que mostrou que os resultados são fruto de um bom trabalho colectivo e de jogadores de excelente qualidade. Quem sabe se a Taça da Liga não é uma grande oportunidade para vários destes jogadores fatimenses.
O Benfica foi o 2º grande a ser eliminado. Perdeu contra quem ainda ninguém ganhou, o V. Setúbal. Adu tornou a marcar, de gp. Aliás o norte americano é o único marcador do Benfica na competição. Butt, o especialista em penaltys, defendeu como pôde, mas sofreu 2 golos. Bynia e Rodriguez, os mais titulares do 11 encarnado esevirem razoáveis. Deste jogo salta então à vista as más exibições de alguns jogadores: Luís Filipe, Zoro, Miguelito e Fábio Coentrão. Aliás os vilacondenses estão a jogar muito mal. Têm vida difícil no Benfica. Acham que por estar num grande já são grandes jogadores, mas têm um longo e pelos vistos doloroso caminho à sua frente. As suas exibições foram negativas (para além, de indisciplinadas e desacertadas).
Bem, quanto ao Setúbal é notável. Ainda não perdeu. Matheus e Edinho estiveram brilhantes. A Pitbull só faltou o golo para coroar a sua boa exibição. Aliás toda a equipa esteve bem.
Nos outros dois jogos, o Penafiel tornou a perder, mas não por nºs suficientes para eliminado. António Sousa ainda tem de trabalhar bastante. Destaque positivo para as exibições de Lourenço e Bakero. Quanto ao U. Leiria, mais um ponto negativo para o curto currículo de Paulo Duarte. Talvez seja altura de mudar alguma coisa...
Em Aveiro, o Beira Mar recuperou notavelmente de uma desvantagem (2-0). Os golos foram brasileiros, Roma voltou a marcar, Jessé e Vitinha, reforços do defesa também cumpriam. Mal está o Portimonense. Vítor Pontes perdeu e foi eliminado. Uma penalidade desperdiçada e um jogador expulso. Haverá crise emocional?
Em suma para salvar a competição (pelo menos financeiramente) há o Sporting, o único grande que chegou às meias finais.

Quanto aos positivos e negativos, elejo:
POSITIVO: Atitude do Fátima; Liedson e Carlos Carvalhal
NEGATIVO: Miguelito, F. Coentrão e L. Filipe; Vitor Pontes e Paulo Duarte

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Jorge Costa despedido do Braga

Confirmou-se aquilo que disse quando soube que ele ia ser contratado.
Um fracasso.
No último ano e meio, o Sp. Braga deixou cair, com Carvalhal, Rogério Gonçalves e Jorge Costa, a imagem que Jesualdo Ferreira construiu.
Em, Maio de 2006, Jesualdo não renovou contrato porque o presidente achava-o pouco ambicioso. J. Ferreira construiu uma imagem do Braga de 4º grande ao pô-lo a meio do campeonato na liderança, ao levar a equipa por 3 vezes à UEFA e transformá-la numa das equipas menos batidas. Contudo faltou sucesso na mesma UEFA e na Taça de Portugal.
3 meses depois, Jesualdo estava no Porto e os resultados estão à vista.
António Salvador queria um treinador mais ambicioso. Para isso contratou Carvalhal. Um treinador da casa que não soube lidar com a pressão. O Braga sofreu goleadas pesadas e as más exibições sucediam-se (lembre-se o caso do SCP 3-0 SCB). Foi despedido por supostas ameaças à sua família. Seguiu-se Rogério Gonçalves. Não esteve mal, mas foi despedido poucos jogos depois, ficando a sensação de falta de oportunidades dadas ao treinador.
Depois a surpresa. Jorge Costa, um treinador (???) sem formação (tinha apenas o 1º dos 4 níveis exigidos), sem experiência e recém saído da carreira de jogador.
Como disse na altura ver aqui, o presidente António Salvador equivocou-se claramente na sua escolha. Um passo atrás. O Braga está longe das boas exibições e ainda mais de confirmar os estatuto, tão vulnerável, de 4º grande. Jorge Costa foi um erro de casting. Uma tentativa de fazer heróis à força que deu muito mal resultado.

Disse-o e torna-o a dizer:

"Quem tudo quer, tudo perde".

E o Braga perdeu.

Contudo fiquei muito satisfeito com a assumpção da recandidatura de Salvador. Foi notável a recuperação financeira, social e desportiva do Braga, nos últimos anos.

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

SL - 8ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA
  • Carlos Carvalhal. O V. Setúbal é a única equipa da Liga e das poucas europeias que ainda não perdeu nenhum jogo oficial esta época
  • Camacho. A custo, mas lá ganhou. Passou o Sporting. Quanto à distãncia pontual em relação ao Porto, logo à noite se vê
  • Jesualdo Ferreira. Chapa 8

NEGATIVO DA JORNADA

  • João Bartolomeu. Clique aqui
  • José Mota. Acabaram-se as desculpas. Já lá vão 4 meses de trabalho e a UEFa também já passou. Quer-se resultados
  • Jorge Costa. Mau resultado, má exibição e longe de ser a equipa sensação
  • Leixões. Apesar do sucesso financeiro, os resultados desportivos não aparecem

LH - 8ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA
  • Estoril. Uma vitória concludente frente ao líder Santa Clara. Tem o melhor ataque, mas também a pior defesa
  • Rio Ave. Foi o discreto o inicio dos vilacondenses, mas já é 4º e está a 2 pontos do líder
  • Diogo Ramos. O jogador freamundense formado no FC Porto está de pontaria afinada. Marcou o golo decisivo da sua equipa, que está agora a 7 pontos da zona de descida

NEGATIVO DA JORNADA

  • Santa Clara. É líder (manteve o estatuto), mas sofrer 5 golos num jogo (tantos como nos 7 anteriores) é mau.
  • Feirense. Uma péssima exibição e uma derrota.
  • Fernando Aguiar (jog. do Gondomar). Numa fase crítica, tanta indisciplina como no jogo de ontem não lhe fica nada bem.

sábado, 27 de outubro de 2007

Situação da U. Leiria

A U. Leiria perdeu ontem à noite por 2-1 em Guimarães.
No final do jogo, o presidente queixou-se duma coisa e o treinador de outra.
Para o presidente a culpa foi de uma arbitragem lesiva para o Leiria. Uma penalidade por marcar e um golo precedido de falta.
Mas será que foi porcausa disso que o Leiria perdeu. Se a penalidade fosse assinalada e jogador falhasse a sua conversão em golo? Quanto ao golo precedido de falta, esta foi no meio campo, e nem sequer foi sobre um defesa. Do golo ressalta uma falta de marcação dos centrais. Miljan só teve que cabecear.
O árbitro não esteve bem, nas 2 situações, mas não podemos dizer que foi o culpado da derrota.
O treinador Paulo Duarte, genro do presidente João Bartolomeu, queixou-se da falta de sorte, adiantando que foi o próprio que construiu o plantel , com um orçamento limitado.
Dificuldades todos os clubes têm, mas o plantel leiriense é fraco. É, na minha opinião, dos mais fracos. O clube deixou sair bons, contratou desconhecidos, com qualidade duvidosa (Éder Gaúcho, Lukasiewicz, Zongo, Jessuí, Fava, Dani, ...) A estratégia não deu resultado.
Mas o pior não é isto: é que dispensou jogadores muito bons e que agora brilham ao serviço do Fátima (Airosa, Moreira e Falardo).
Eu pergunto: que gestão é esta de jogadores? Os bons saem do clube e os menos bons ficam. Se foi o treinador a fazer o plantel, só pode queixar-se de si próprio. O presidente a mesma coisa. Estas declarações que deu à rádio esta semana a compara os jogadores aos da 3ª D, que não justificam o salário que ganham, são surreais.
Talvez com muito menos dinheiro, mais valia promover a formação leiriense (só há Laranjeiro que tem 24 anos) e contratar jogadores da região, que concerteza os há bons.
O resultado está à vista: a equipa é a última e carrega a expressão "insucesso desportivo", apesar da a nível financeiro ser de louvar o esforço feito pela SAD. Já quanto ao público, o eterno problema, não vou falar disso agora, pois todos conhecemos a realidade.

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Jornada europeia

Esta semana jogou-se mais uma jornada europeia e podemos dizer que não foi má, apesar de haver apenas uma vitória e 2 empates e uma derrota.
Comecemos pelo Benfica. Cumpriu com aquilo a que estava obrigado: a ganhar. Venceu já bem perto do fim o Celtic, com um golo decisivo de Cardozo. Finalmente, a marcar e uma vitória a valer 600.000 ( O Benfica comprou-o por 9 milhões). Nestas condições, a situação do Benfica não é lá muito simpática, mas tudo está em aberto. Convém referir que os próximos jogos serão fora, o que vai complicar a vida aos encarnados. A derrota frente ao Shaktar é na minha opinião o resultado que mais vai condicionar a prestação do Benfica na fase de grupos, visto que perdeu em casa frente à equipa teoricamente mais fraca.
O FC Porto somou mais um empate que poderia ter sido uma vitória. Destaque negativo para Postiga. Um avançado não pode fazer o disparate que ele fez (atirar para fora com a baliza aberta). Acho que uma coisa é falta de confiança, outra é aselhice. Com falhanços destes, será que o treinador se arrisca a confiar nele? Enfim, o penalty convertido por Lucho acabou por diluir este mini escândalo. O Porto tem tudo em aberto para seguir em frente. Ainda não perdeu e está bem classificado. Surpresa está a ser a fraca prestação do favorito Liverpool que corre sérios riscos de não passar aos 1/8.
O Sporting perdeu em Roma. A sua situação é semelhante à do Benfica, mas só que vai jogar os jogos decisivos em casa, o que na teoria pode favorecer a equipa. Liedson finalmente marcou e Miguel Veloso e Romagnoli estiveram bem. Já Abel e Tiago (mostrou fragilidades contra o Fátima e agora na Champions)
Finalmente o jogo de ontem. O Braga empatou em Inglaterra frente ao Bolton. Podia ter feito muito mais (vencido), mas não conseguiu. Jailson marcou o golo, um jogador pouco conhecido dos bracarenses. E quem sabe este golo não o galvaniza. Acho que o Braga podia ter arrecadado uma vitória, mas este empate não é mau. Vamos aguardar e ver do que o Braga é capaz.

Da semana europeia,
MELHOR: Cardozo
PIOR: Postiga

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Carlsberg Cup


Este fim de semana realizou-se mais uma eliminatória da nova competição e em todos os jogos houve surpresas.
O Fátima, mais uma vez foi figura. Bateu, fora, um dos favoritos, o Sporting. Falardo e Cícero marcaram os golos. O Fátima esteve à altura e na 1ª parte foi claramente superior ao Sporting. Os leoninos usaram os suplentes e alguns deixaram bem evidente porque o são. Celsinho acusou o nervosismo da estreia e ainda tem de apurar as bolas paradas. Purovic, um dos piores reforços foi um nulo (nem sei como não foi substituído). Marian Had, não esteve muito mal, já que curtou uma bola comprometedora. Gladstone, causou saudades de Polga, dada a sua pouca influência. Paredes também jogou pouco. Estes jogadores que vêm reclamar oportunidades para os jornais, quando as têm desperdiçam-nas e, quando jogam mal frente uma equipa da LH, que fará na Champions. O Fátima jogou bem. Gostei de Marinho, Airosa, Falardo e Pedro Duarte. Talvez, em vez do Sporting ir ao Leste buscar jogadores de pouca qualidade, devia olhar para os formandos que vai dispensando e que por ex., neste jogo, jogarem bem, mas na pele de adversário. Muito se tem falado no Fátima, mas eu continuo a apontar uma debilidade nesta equipa (não há bela sem senão): uma ausência assustadora de jogadores formadas na casa. Uma outra coisa. Será que o Fátima era tão falado hoje se não fosse a Taça da Liga? Se houve clube que lucrou (e muito) com a competição foram os fatimenses.
Nos outros jogos, o V. Setúbal, confirmou porque ainda não perdeu este ano. Empatou com o Benfica e jogou bem. A próxima eliminatória é em casa. Quanto ao Benfica, Fábio Coentrão foi o pior em campo.
Depois o Penafiel tornou a surpreender. Com uma performance paupérrima no campeonato, derrotou o U. Leiria, da SL, por 3-1. Uma vitória moralizadora, do novo técnico, António Sousa. João Pedro, emprestado pelo Porto marcou um e Bakero marcou os outros 2. Bakero que foi um jogador que eclipsou-se e esteve nos últimos 2 anos na IIIª D, no Taipas.
Por fim, o Portimonense venceu o Beira Mar. Tal como o Penafiel com um mau desempenho no campeonato, brilha na Taça da Liga. Tornou a vencer (a 1ª de Vítor Pontes), com as bancadas muito bem compostas e com um golo de Diogo.
Assim, nestes 4 jogos, vou eleger o melhor e o pior
MELHOR: Bakero
PIOR: Sporting

sábado, 13 de outubro de 2007

100 visitas no Desportubol

Após 9 meses o Desportubol chegou às 100 visitas.
Sendo este um espaço onde um espectador e adepto de futebol, sem ligação a qualquer clube, publica a sua opinião.
Desta forma, conforme sugeriu um leitor deste espaço, a partir de agora e com efeitos retroactivos desde o ínicio da época haverá uma contabilização dos melhores e piores da SL e LH.
As regras são as seguintes. Ao "Positivo da Jornada" corresponderá como o melhor e o "Negativo da Jornada" o pior. A distribuição será de acordo com os tópicos nesses rúbricas e a contabilização será por referência directa ou indirecta (ex. o nome do treinador ou um jogador, etc) ao clube.
Assim gostaria de agradecer a todos os leitores e comentadores que passaram por este espaço.
Desportubol


VOTAÇÃO DESPORTUBOL

Carregue na imagem para ampliar
Assim, à 7ª jornada, de acordo com a estistica, os melhores são:
Superliga: FC Porto(5)
Liga de Honra: Vizela e Santa Clara (3)

Os piores são
Superliga: Benfica, Boavista e Naval (3)
Liga de Honra: Penafiel, Gondomar e D. Aves (4)

Quanto a personalidades nenhuma se destaca

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Crise no Boavista

No inicio da semana, após mais uma derrota do Boavista, ainda por cima em casa, e com mais queixas por parte do treinador das arbitragens, o presidente João Loureiro demitiu-se.
Sobre a presidência de João Loureiro, a vida dela foi como a de um produto: com inicio, crescimento, pico, queda e fim. Na 3ª feira foi o fim. O Boavista cresceu muito nas 2 últimas décadas com a família Loureiro a dirigi-lo. Passou de um clube da bairro a campeão nacional. Em 2001 foi o ponto máximo da presidência de João Loureiro. O Boavista foi campeão nacional. Um outsider no meio de Porto, Benfica e Sporting. Após presenças pela Liga dos Campeões, o desejo de ter um estádio no Euro 2004 foi, grosso modo, a ruína do Boavista e que é uma das causas estruturais da saída de João Loureiro. O clube endividou-se para ter o estádio e agora sofre as sequelas (passivo de 25.000.000). A questão é: será que valeu a pena? Por enquanto, do meu ponto de vista, não. Os jogos à 2ª e 6ªf sempre com transmissão televisiva afastam o público do estádio e do clube. Na realidade só enche quando passa por lá a selecção. De forma nenhuma o investimento está a trazer os devidos efeitos.
As causas conjunturais vêm todas na sequência deste entalamento. O Boavista atravessa uma crise de credibilidade, na medida em que tem salários em atraso, ou se preferirem sempre que se fala de ordenados atrasados aparece o nome do Boavista. Vemos um plantel muito fraco, onde falta mística aqueles jogadores. Notamos que embora seja o 4º clube mais formador de jogadores do país, é também daqueles que menos aproveita. E nestas últimas jornadas vimos um treinador (referência obrigatória na história do clube) que ainda não percebeu que tem de mudar os seus métodos de treino visto que os jogadores ainda não se adaptaram à sua metodologia. Por sua vez os critérios de rigor das contratações e dispensas deixam muito, muito a desejar. Por fim vemos uma justificação para maus resultados pouco realista: os árbitros. Não digo que uma vez ou outra prejudique o Boavista. Agora vir constantemente para as conferência de imprensa sacudir a água do capote ...
Por estes motivos chegou ao fim a presidência Loureiro, um fim anunciado.
O Boavista está-se a tornar um clube sem alma e indiscutívelmente perdeu, por culpa própria e não só, o estatuto de 4º grande de Portugal.

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

SL - 7ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA
  • FC Porto
  • Ulisses Morais
  • Izmailov
  • José Mota

NEGATIVO DA JORNADA

  • Luís Filipe Vieira vs José António Camacho
  • Carlos Brito
  • U. Leiria
  • Jokanovic
  • Boavista

LH - 7ª Jornada

Numa semana marcada por trocas de treinador, nenhum dos novos foi feliz

POSITIVO DA JORNADA
  • Rincon. O avançado brasileiro do Vizela, de regresso a Portugal, bisou e colocou a sua equipa no fantástico 2º lugar (de subida).

  • Ricardo Silva, jogador do Olhanense. Mais um golo e já soma 3

  • Beira Mar. Mais uma vitória na caminhada para a subida

NEGATIVO DA JORNADA

  • Freamunde. Aí vão 5 jogos sem conhecer o sabor da vitória (4D e 1E). A equipa está a denotar algumas dificuldades de adaptação à Liga de Honra. Contudo, há avançados a destacarem-se: Bock (matador nato - brilhou ao serviço do Vizela), Diogo (jovem promessa formada no FC Porto) e Bertinho (que veio da IID do Sp. Espinho)

  • Nicolau Vaqueiro. Mais um resultado desfavorável. Cheira a crise de confiança e, se olharmos bem, o plantel até nem é assim tão fraco ...

  • Estoril. Desceu para 6º e tem uma defesa muito fraca, na medida em que tem deixado fugir sempre a vitória e é a pior defesa

  • José Gomes. Terá chegado ao "fim da linha"?

sexta-feira, 5 de outubro de 2007

Jornada europeia

A jornada europeia desta semana foi razoável, nem boa nem má.
Comecemos pela Champions.
O Sporting cumpriu a sua obrigação. Se quer ir a algum lado (1/8 ou UEFA) tinha de vencer este jogo. Não necessariamente, mas uma vitória fora dá muito jeito. Ainda que com um pouco de sorte, a equipa de Paulo Bento cumpriu. Destaque para Polga que marcou o seu 1º golo desde que chegou a Portugal.
Já o FC Porto também não fez mais que a sua obrigação, na medida em que o Besiktas era a equipa mais fácil do grupo. Num ambiente explosivo, Quaresma já no último minuto dos descontos marcou o golo da vitória e dos 600.000 euros que rendeu. Muita sorte e tudo está em aberto.
Para a próxima jornada, quer FCP, quer SCP, jogam com equipas com quem estão em igualdade pontual. Muita coisa se pode decidir nesses jogos.
O Benfica foi a desilusão da semana. A única equipa portuguesa a jogar em casa e também contra a equipa mais fraca do grupo, foi a única que perdeu. A juntar a um discurso pouco ambicioso de Camacho, o SLB não soma qualquer ponto e entretanto começa-se a questionar as opções atacantes (Nuno Gomes vs Cardozo). Tarefa complicada para o Benfica.
Agora, a Taça UEFA. Em 4 equipas passou apenas uma. As expectativas confirmaram-se.
O Braga que tinha o adversário mais fácil, mesmo trazendo uma derrota da Suécia e sem vencer há 5 jogos, goleou e gelou o Harmaby com 4-0 (nenhum golo português). Face à sua experiência de anos anteriores, cumpriu a sua obrigação.
O Belenenses lutou como pode contra o grande favorito da UEFA e naturalmente perdeu. Um score de 3-0 permitiu aos azuis viver um sonho e aprender muito, já que o Bayern é a melhor equipa da Alemanha.
O Leiria venceu surpreendentemente o Leverkusen. Consegui-lhe marcou 4 golos, mas não chegou. Contudo resistiu até ao fim e este ano realizou no total 6 jogos para a Europa. Ter chegado até aqui já foi bom.
O P. Ferreira foi o herói. O adversário era complicado, mas jogou muito bom. Empatou fora e perdeu em casa apenas por uma bola. Eu digo herói porque foi a estreia do clube, do treinador e de todos os jogadores nas competições europeias. O Az também não complicou, mas foi uma passagem positiva.

Esta jornada europeia correu bem melhor que há 2 semanas. Conseguimos 4V, 1E e 2D.

Gostaria ainda de dizer uma curiosidade. Ontem das 5 equipas da Grécia na UEFA passaram as 5. As nossas eram 4 e só 1 passou.

Em suma, acho que SCP e FCP têm tudo em aberto na Champions. O SLB nem por isso. Na UEFA acho que prevaleceu a sorte com o adversário e acima de tudo a experiência em jogos uefeiros.

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

SL- 6ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA

  • Lisandro Lopez. O argentino é o melhor jogador do FC Porto. Desta vez marcou os 2 golos que deram a vitória ao FCP. Já lá vão 6V em 6J. Temos uma equipa poderosíssima, que não se deixou ir abaixo com a derrota em Fátima. No entanto atentemos ao facto de ainda estarmos no inicio e os concorrentes directos estarem a mais de 7 (!) pontos distância e abaixo de 4º lugar
  • Carlos Costa, presidente do V. Setúbal. Devolveu estabilidade ao clube. A nível desportivo, o V. Setúbal está a arrancar muito bem. O pupilos de Carlos Carvalhal têm feito por isso e o resultado está à vista. Destaque para Matheus, porque marcou mais um golo. Foi o 4º esta época. O que Carlos Costa ainda não conseguiu foi estabilizar directivamente o Vitória, mas a situação pode ficar desbloqueada em breve.
  • Manuel Cajuda. Com um discurso quase sempre inflamado e convencido, vai levando a água ao seu moinho. O V. Guimarães não perde há 33 jogos, o que é notável. Está a fomentar a mística vimaranense. A equipa está num indiscutível alto momento de forma. É 3º e está à frente do Sporting e Benfica.

NEGATIVO DA JORNADA

  • Benfica (e) Sporting. Que jogo tão mau. A nível de arbitragem, os erros foram uns atrás dos outros. As equipas jogaram mal e o nulo justificou-se. Os dirigentes culparam o árbitro pelo péssimo jogo de futebol. A nível classificativo, Marítimo e V. Guimarães passaram ambas as equipas e viram o fosso para o líder Porto ser de 8 e 7 p, respectivamente. Derbies assim, não obrigada!
  • Jaime Pacheco. Mais uma semana sem ganhar e a culpar os árbitros. Essa atitude não leva a lado nenhum (ainda menos a ideia de mudar a cor do equipamento ...) e as desculpas não convencem ...
  • Aprígio Santos. Novamente aqui. A Naval não pontua e joga mal. Está-se a revelar complicada a tarefa de encontrar treinador. E vai continuar a ser, porque não podem fazer omeletas sem (bons) ovos.
  • U. Leiria. Razoável na Europa, bem na Taça da Liga, mal no campeonato. Ainda não conseguiu vencer
  • Jorge Costa. Outra vez sem ganhar (6ª se não estou em erro). Crise de confiança no Braga e Jorge Costa com o lugar em perigo. É tempo de reflexão para o presidente António Salvador
  • P. Ferreira. A acusar a responsabilidade europeia

LH - 6ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA

  • Santa Clara. Venceu num terreno dificilimo e viu o Estoril (2º) ficar mais longe. É líder isoladíssimo e Vitor Silva mais Henrique marcaram
  • Paulo Sérgio, jogador do Trofense. Com muito classe, o jogador de 31 anos tornou a ser decisivo. Começam-se a ver as "flores" do alto investimento feito pelo clube da Trofa. Já é 2º classificado, e está em zona de subida
  • Carlos Garcia. Sorrateiramente, o Vizela começa a intrometer-se nos lugares cimeiros.
  • Ricardo Silva. O jogador de Olhanense foi decisivo na vitória da sua equipa

NEGATIVO DA JORNADA

  • D. Aves. Tem dos ataques mais produtivos do campeonato, mas os golos não se materializam em pontos. Voltou a perder e volta a ter destaque negativo.
  • Rui Bento e Luís Martins. O sucesso da TL não se materializa no campeonato. Marcou pouco e não ganham, se bem que no caso do 1º, só tem um único empate.
  • Feirense. Com o projecto que tem, esperava-se mais da equipa de Henrique Nunes
  • Nicolau Vaqueiro. A equipa está em construção, mas os resulatdos não aparecem. Assumir que devia ter escolhido melhor o plantel não serve de muito, mas pelo menos tem humildade.

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

TL - 3ª Eliminatória

POSITIVO
  • FÁTIMA. Indiscutivelmente. A teoricamente mais fraca, a equipa está com um futebol muito bom. Apostou os melhores trunfos enquanto o adversário apostou a "palha". Mérito para o Fátima. mais uma vez Marinho, Saleiro, Marco Airosa e Pedro Duarte sobressaíram. Por terem chegado este ano da II D e por terem eliminado o campeão nacional e líder da SL. Parabéns ao Fátima
  • Portimonense. Um fracasso na LH, um sucesso na TL. Paulo Sérgio marcou o golo do empate e é um dos melhores da equipa
  • Matheus. Excelente o faro para o golo do brasileiro do V. Setúbal. Mal fez o SCB em o dispensar. Já vão 5 os golos marcados para competições oficiais.
  • Rogério Gonçalves. Muito desejado (Académica e Naval) tem conseguido transmitir a tranquilidade suficiente à equipa. Está 4ª eliminatória e no campeonato tem cumprido ainda que sem um futebol muito vistoso.
NEGATIVO
  • Jesualdo Ferreira. Não se dá bem com taças. Já era assim no Sp. Braga e agora no Porto. Primeiro com o Atlético (TP), depois o Sporting (ST) e agora o Fátima. Optou por fazer uma revolução na equipa poupando os titulares. Pôs os reforços. Poucos se aproveitaram e Porto jogou muito mal. Com os melhores do Fátima, o FCP acabou eliminado nos penalties
  • Jokanovic e Jorge Costa. Ainda têm de provar que merecem o cargos de treinador principal nas respectivas equipas. As exibições e os resultados não convencem
  • Zequinha. mais uma vez notícia e outra vez por más razões. Agora foi suspenso do Penafiel
  • Butt. Especialista em penaties?

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

SL - 5ª Jornada

POSITIVO DA JORNADA
  • FC Porto. Uma vitória com bis de Lucho que vale por muitas, na medida em que a equipa está a igualar o melhor começo dos últimos 10 anos (5J e 5V), venceu num recinto muito complicado (P. Ferreira) e viu os concorrentes directos ao título empatarem e ficarem longe (o Sporting a 5p e o Benfica a 6p). Mérito também para Jesualdo Ferreira
  • Sebastian Lazaroni. O D. Sebastião na Madeira. Conseguiu ressuscitar uma equipa que se tem arrastado nos últimos anos. Ontem já pode ver o estádio com muitos adeptos. Makukula também se destaca: melhor marcador do campeonato, ainda que não isolado
  • Manuel Cajuda. O ano passado chegou como e foi o salvador do Vitória. Este ano os elogios continuam e está em 5º com um registo igual ao Benfica e não perder há 9 meses. Fajardo também se afirma como goleador

NEGATIVO DA JORNADA

  • P. Ferreira. Já se previa. O clube conseguiu um feito inédito - a Taça Uefa e a renovação na equipa foi tão grande como desnecessária. resultado, a equipa está-se a construir e os ainda não ganhou, somando 2 empates
  • Jokanovic. Uma aposta de risco de Rui Alves, aparentemente perdida
  • Jorge Jesus. Muitas dificuldades em engrenar. Talvez seja o efeito Bayern. Mas Taça UEFA são 2 jogos e o campeonato 30.
  • Naval. Espera-se novo treinador. A saída inesperada de Chaló teve os seus reflexos: derrota em casa por 4-1 e é último.

Uma última nota para Inglaterra. O Chelsea perdeu frente ao seu concorrente directo por 2-0. É a era pós Mourinho

LH - 5ª jornada

POSITIVO DA JORNADA
  • Santa Clara. É líder isolado. A iniciativa dos jogos ao sábado é bastante fundamentada e diria motivadora. A equipa ganhou ao Portimonense e é líder isolada. Júlio César começa-se a afirmar.
  • Manuel Tulipa, treinador do Estoril. Com um orçamento reduzido e jogadores desconhecidos (a maioria veio da LH e II D), os resultados estão a aparecer. Vitórias sofridas, mas são vitórias. Já é vice líder
  • Marinho, jogador do Fátima. A reviravolta que operou no jogo com o Gondomar foi fantástica. Para além de ter marcado 2 golos, cota-se como um dos melhores jogadores da LH

NEGATIVO DA JORNADA

  • Portimonense. Os resultados não aparecem. Uma equipa jovem e muitos jogadores emprestados. Vontade institucional não falta, mas Luís Martins ainda tem que trabalhar muito, para evitar os tormentos de épocas anteriores
  • Gondomar. Uma equipa em construção, é certo. Mas já é a 2ª vez que deixa fugir uma vitória. Resultado: 5 J, 1E e 4D
  • Rui Bento, treinador do Penafiel. O plantel é bom, jogadores jovens e da terra também. Mas a equipa não conquista pontos

sábado, 22 de setembro de 2007

José Mourinho OUT


José Mourinho sai do Chelsea como entrou: envolto em polémica.

A sua relação com os dirigentes milionários não era boa e a melhor decisão foi efectivamente terminá-la. Quando chegou a Inglaterra, o treinador português era um fenómeno, ganhando consecutiva e compulsivamente.

O ano passado não foi campeão e as relações azedaram. Os dirigentes ficaram mal habituados e quando os resultados não apareceram mandam embora o treinador. Tal demonstra uma profunda ingratidão e um mau hábito dos altos dirigentes. José Mourinho ressuscitou um clube morto. Trouxe-o para a ribalta e deu-lhe títulos, muitos títulos. Ganhou tudo o que havia para ganhar, menos a Liga dos Campeões. Uma prova no meio de muitas.
Assim, acho muito injusta esta saída do Special One. Pela palavras que ontem proferiu, nota-se que Mourinho saiu a mal do Chelsea.
Não sei é quem está mal habituado: o treinador ou os dirigentes.
De uma coisa estou crente: muito, mas muito dificilmente o clube londrino conseguirá tanto êxito como nestes últimos 3 anos.
Falando do futuro, José Mourinho deve aproveitar para descansar e tirar férias (... com a indemnização milionária que recebeu).
Neste ponto da sua carreira não me parece muito racional que opte por Portugal ou pela selecção. Deve ir para um campeonato mais competitivo que o nosso e que lhe dê a respectiva visibilidade. Mas convém não esquecer que nem todos os clubes t~em o dinheiro dos chefes do Chelsea.