domingo, 23 de julho de 2017

Impressões da pré época 17/18

Esta pré época tem a singularidade de o FC Porto não ter apresentado nenhum reforço digno desse nome, mas também não ter vendido nenhum indiscutível.
Apenas vendeu Rúben Neves (2ª opção) e André Silva (em queda na 2ª volta), que foi substituído por Aboubakar. Ora, o FC Porto saiu mais forte nesta troca. Não nos podemos esquecer do fim de empréstimo de Diogo Jota, mas regressou Hernâni, bem como o revigorado Ricardo Pereira. Com tantos bons ativos emprestados, não fazia sentido, em altura de aperto, o FC Porto ir ao mercado gastar milhões de euros.
No entanto, é questionável a contratação de Vana, que evoluiu muito ao longo da época, mas havia outras e mais válidas opções internas para a baliza (José Sá, João Costa, etc).

Do lado do Benfica, parece estar a acontecer o mesmo que aconteceu ao FC Porto: a venda dos melhores ativos sem reposição. A defesa está um caco, pois saíram Ederson, Nelson Semedo e Lindelof. Todos bem vendidos, mas são demasiadas perdas no mesmo setor e com muitas necessidades de adaptação. Na baliza, ainda não há alternativa ao "velho" Júlio César. No centro da defesa, Kalaica ainda precisa de tempo e na direita há André Almeida. Nos outros setores, tudo estável.

No Sporting, continua a guerra intestina que impediu e vai continuar a impedir o sucesso, porque não se melhora. Agora é entre o presidente palrador e Otávio Machado. Tanto ego, que impede o clube de pensar mais além. Os reforços são cirúrgicos e ainda não houve saídas de peso. Porém, não vejo o Sporting mais forte que a concorrência.

De resto, mais do mesmo, mas as equipas parecem-me mais fracas. O V. Guimarães perdeu Marega e Hernâni, mas estou curioso para ver Estupiñan. O Sp. Braga voltou-se para a formação, mas com os melhores do Marítimo na época passada e sem empréstimos dos grandes. Já o Marítimo parece-me estar mais atrás, pois perdeu os melhores para o Braga e foi contratar jogadores pouco experientes. O Rio Ave parece equilibrado. Quanto ao resto é lutar para não descer.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Sporting campeão nacional de juvenis

Fecha a época 16/17, com o Sporting a coroar-se como campeão nacional de juvenis.
O Sporting foi campeão de juniores e juvenis e o Benfica de iniciados.


domingo, 11 de junho de 2017

Fluvial campeão nacional de pólo aquático masculino e feminino

O Fluvial (do Porto) sagrou-se campeão nacional de pólo aquático masculino e feminino.

No masculino, derrotou outra equipa nortenha, o Paredes. No feminino, conquistou a dobradinha ao derrotar o Benfica.


sábado, 10 de junho de 2017

O complexo desafio de Sérgio Conceição no FC Porto

O último título que o FC Porto conquistou foi a Supertaça Cândido Oliveira com Paulo Fonseca no longínquo Setembro de 2013.

Já houve Luís Castro, José Peseiro, Lopetegui e Nuno Espírito Santo. A crise de títulos e vitórias tarda em desaparecer. Os prejuízos avolumam-se, as mais valias começam a rarear e o fair play financeira deixou de ser uma ameaça para ser uma obrigação.

Além deste cenário dantesco que Sérgio vai encontrar, vai ter o ónus de suceder a um treinador, também ex-jogador, que vestia a camisola. Estava no FC Porto, não para saltar para outros campeonatos, mas para elevar o clube. Apesar de ter passado aos oitavos da Champions e de ser vice campeão, não ganhou troféus. Com isto a projeção de jogadores e potenciais vendas saíram muito feridas e não se perspetivam grandes vendas.

Ontem soube-se que o incumprimento do fair play da UEFA vai trazer consequências: redução de verbas, limitações nas inscrições e nos prejuízos. Com a redução de receitas e de venda de jogadores, só um remédio: cortar custos. Como? Cortando muitas gorduras ineficientes e sobretudo contratando mais barato, quer nos salários, nas comissões e no custo dos passes.
O que se espera de Conceição?
Que não piore o que NES fez e que faça mais com menos.
Vêm aí tempos de vacas magras, mas muita exigência na conquista de títulos.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Benfica - campeão nacional de basquetebol masculino

O Benfica derrotou o FC Porto na final é o novo campeão nacional de basquetebol.


Arábia Saudita desrespeita minuto de silêncio :(

Vi este vídeo e não consigo ficar indiferente.

Popularizou-se nos jogos de futebol, um minuto de silêncio quando algo negativo acontece, como motivo de reflexão, pesar, respeito e lembrança do acontecimento.
Num jogo entre a Arábia Saudita e a Austrália, houve um minuto de silêncio pelas vidas que se perderam no ataque terrorista de Londres. Porém, os jogadores sauditas ignoraram.

Acredito que não seja esse o sentimento da maioria dos jogadores, mas as instruções vindas de quem manda no país assim o obrigam. No entanto é um péssimo exemplo e de hipocrisia ninguém os pode acusar.

domingo, 4 de junho de 2017

Sporting conquista Taça de Portugal fut. feminino

O Sporting derrotou o Sp. Braga por 2-1 no prolongamento no Jamor.

O jogo foi equilibrado, mas o Sporting foi mais eficaz. O Braga esteve por cima durante quase uma hora e teve uma oportunidade flagrante logo no começo da partida. Não a aproveitou. O Sporting equilibrou e nas poucas oportunidades que teve concretizou.

Porém, houve jogadoras que fiquei rendido:
- Diana Silva
Que talento! A ponta de lança do Sporting foi a melhor em campo para mim, com um domínio sublime no lance em que marcou o primeiro golo. Esforçou-se durante todo o jogo e saiu recompensada.
- Ana Borges
Percebe-se porque está no Chelsea. Muito talentosa, assistiu no primeiro golo, recuperou muitas bolas e imprimiu velocidade ao jogo do Sporting.
- Ana Capeta
Identificada como a "arma secreta" saque ia sair do banco para resolver e assim foi. Remate potente que decidiu a competição e responsável pelo equilíbrio da partida na segunda parte e prolongamento.

Do lado do Braga
- Gessica
Escreve-se com "G" e foi o motor da Braga. A melhor da equipa. A brasileira foi a mais dinâmica e criativa da equipa.
- Vanessa
Não tremeu na marca de grande penalidade e foi responsável pelo caudal ofensivo da primeira parte.
- Andreia Norton
Não deslumbrou, mas esteve na melhor fase da equipa a distribuir jogo

Pela negativa
- Miron
Culpa direta no 1º golo, em que perdeu a bola para a sagaz Ana Borges.

Notas:
- Recorde de espetadores
13.200 espetadores: recorde batido. Isso diz bem do sucesso desta época na promoção da modalidade. Bancadas muito preenchidas (mais no lado do Sporting) e uma grande festa.
- Excelente espetáculo
Esteve reunida a nata do futebol feminino português. Muita escolha com qualidade para o seleccionador nacional.
- Transmissão televisiva
Pela primeira vez, houve uma final da Taça em sinal aberto e em que dei o tempo por bem empregue!
- Apoio das direções dos clubes
Tanta qualidade junta só foi possível porque Sp. Braga e Sporting investiram na modalidade e contrataram jogadoras de qualidade.

Taça de Portugal de Andebol: Sporting (masculinos) e Col. Gaia (Femininos)

Vêm para o Norte as Taças de Portugal de andebol:



O Colégio de Gaia fez dobradinha, enquanto no campeonato masculino ganhou o Sporting.